Sete habilidades indispensáveis a um bom gerente de projeto

Por em janeiro 23, 2015 - Visualizado 1505 Vezes

A demanda por líderes de projeto segue elevada mundo a fora. Achar talentos para tocarem essas tarefas virou uma questão de missão crítica para muitas organizações, uma vez que a posição requer um mix de habilidades técnicas que se unem a conhecimentos mais amplos.

Além dos pontos específicos – atenção a detalhes, foco no processo, gerenciamento de time/tempo/budget – há necessidades menos óbvias, mas igualmente cruciais para a entrega de um projeto perfeito.

A seguir, algumas características a serem consideradas na hora de contratar profissionais para essa tarefa.

1 – Habilidade para gerir conflitos de recursos
“Não importa o quão grande é sua empresa, sempre haverá conflitos na hora de alocar recursos. Você estará sempre pressionado por custos, por questões tecnológicas, pelo tempo e pelas habilidades profissionais. O gestor de projeto precisa decidir e negociar onde é melhor alocar verbas de uma forma que isso traga o impacto mais positivo possível ao negócio”, avalia Tushar Patel, vice-presidente de marketing da Innotas, uma companhia que provê soluções de gestão de portfólio em cloud.

2 – Familiaridade com uma variedade de plataformas/metodologias
Gerentes de projetos de TI precisam ter familiaridade com padrões de desenvolvimento, construção e entrega de softwares e aplicações, observa Patel. Atualmente, a maior parte das organizações utiliza metodologia de desenvolvimento ágil, logo, esse é um ponto importante a ser compreendido.

“Antigamente, métodos ágeis eram usados apenas por times de desenvolvimento de sistemas, mas mais da metade das empresas com quem falo atualmente estão aplicando tal metodologia para crescer atributos técnicos dos projetos diversos. Conceitos como interação, velocidade, e como traduzir requerimentos de mudanças em funcionalidades para os usuários com base em feedback são habilidades que gerentes de projetos devem ter”.

3 – Foco na estratégia de negócios e na agilidade
O direcionamento do time de gestão de projeto deve ser sempre a forma como aquela iniciativa contribui para o crescimento, inovação e estratégia da organização. Dessa forma, como vivemos tempos de dinâmicas aceleradas, esses profissionais precisam adaptar seu escopo e modelo de atuação para responder de maneira efetiva aos desafios de negócio.

4 – Excelente capacidade de comunicação
Saber se comunicar é um preceito básico na hora de contratar um gerente de projetos, de acordo com Hallie Yarger, diretor de recrutamento da Mondo, companhia de marketing digital. Responsáveis pela condução de projetos devem ter a capacidade de compreender pessoas com diferentes perspectivas e bagagens de conhecimento, personalidades distintas e públicos-alvo impactados para compreender e direcionar o andamento das ações. “O fator-chave é possuir uma habilidade multidimensional, tocando tanto o público interno quanto externo à organização”, adiciona.

5 – Habilidade precisa para avaliar riscos
“Todo projeto envolve riscos”, sintetiza Yarger. Um bom gestor de projetos precisa ter capacidade de medir e mitigar riscos priorizando ativos valiosos de cada iniciativa, reduzindo falhas e assegurando que os times tenham ferramentas, conhecimento e informações necessárias para o sucesso da empreitada.

6 – Falar a linguagem certa
Especialmente em TI, o aspecto confiança é fundamental para o andamento dos projetos. Dessa maneira, o profissional que irá gerir uma iniciativa precisa saber se portar para dialogar e criar empatia junto a diferentes perfis de interlocutores. Isso garante credibilidade.

7 – Experiência global ou vertical
O mundo é global e a economia é digital. Em outras palavras: alguns projetos terão participação e condução de profissionais espalhados por diferentes geografias. Gestores com experiência em trabalhos e condução de times em diferentes localidades são talentos bastante procurados. “O que temos visto é uma alta demanda por profissionais com experiência global e pessoas com conhecimentos verticais em indústrias como saúde e finanças, além de saberem aspectos relativos a regulamentação e regras de compliance”, comenta Yarger.

Fonte: Cio.com.br

 

Um Comentário

  1. Pingback: Ranking das Linguagens de Programação TIOBE | ansucom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

InspectorWordpress has prevented 132 attacks.