Construindo uma Lista de Atividades a partir da EAP

Por em março 6, 2018 - Visualizado 1381 Vezes

A Estrutura Analítica do Projeto, do acrônimo EAP, pode ser definida como uma decomposição de modo hierárquico do escopo total do projeto contido na versão mais recente da declaração de escopo, com o intuito de que sejam criadas as entregas necessárias, alcançando, dessa forma seus objetivos.

A EAP serve de entrada para diversos processos do guia PMBoK, sendo um importante artefato de gerenciamento de projetos. Neste artigo, apresentaremos como elaborar uma lista de atividades a partir de uma EAP, o que demonstra uma integração e dependência entre as áreas de conhecimento de Escopo e Tempo.

A partir de uma EAP consolidada, que é um dos componentes da linha de base do escopo, saída principal processo “Criar a EAP” de “Gerenciamento de Escopo”, é possível identificar as atividades do projeto, que resultam na lista de atividades, saída do processo “Definir as atividades”, de “Gerenciamento de Tempo”.

Para elaborar uma lista de atividades, tomemos a seguinte EAP:

O nível zero compreende as “Novas funcionalidades em um software já existente”, sendo o escopo total do projeto. O nível 1 apresenta os seguintes componentes: “Análise de requisitos”, “desenvolvimento do software” e “testes do software”. Decompondo o nível 1, obtemos os pacotes de trabalho, que correspondem aos menores componentes de trabalho planejado da EAP. Ao realizar uma nova decomposição, a partir dos pacotes de trabalho, obteremos a lista de atividades que apresenta todas as atividades relacionadas que deverão ser realizadas em um projeto.

A seguir, é apresentada a lista de atividades para o trabalho contido no item 2 da EAP acima: “Desenvolvimento do Software”, ressaltando que este processo de decomposição deve ser realizado para cada pacote de trabalho da EAP, dessa forma, para que o artigo não fique muito extenso, focamos em apenas um item:

É válido mencionar que as atividades do projeto apresentam duração e podem apresentar recursos e custos a elas associados. Seus atributos referem-se às suas descrições, incluindo identificador, item da EAP associado, atividades predecessoras e sucessoras, requisitos dos recursos, datas, dentre outros. A lista de atributos necessários às atividades pode variar de acordo com o projeto e com a definição da mesma.

A nomenclatura das atividades deve, por padrão, iniciar com um verbo no infinitivo, conforme exemplo acima, enquanto que para a EAP, os nomes devem ser substantivos.

Para finalizar, cada atividade presente na lista de atividades, poderá conter atributos, tais como descrição, duração, recursos e atividade precedente, conforme exemplo para o item 2.1 da EAP:

Autora convidada: Sandra Regina Malta Gerbati, PMP

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

InspectorWordpress has prevented 697 attacks.